Tentei ler Bukowski
Aquele velho depravado
E então comecei
A escrever tudo assim
Linhas quebradas
Falas desconexas
E a pensar
Em coisas que amava
Putos do meu passado
Frangos do meu presente
Bebidas, batons, putas
Toda essa merda
Bebendo Toddy e lembrando
Do que as brumas da noite esconderam
Na esquina
Um casal trepando em um chevette
Enquanto eu falava no orelhão
Com a minha mãe.