A Jéssica é uma amiga “recente” na minha vida: nós nos conhecemos esse ano porque moramos bem do ladinho uma da outra. Mas a afinidade e a amizade já é tanta que é como se nos conhecêssemos há tempos... É ela quem me oferece café, quem ouve minhas lamúrias, quem me briga quando respondo a mensagem carinhosa de um rapaz com uma dessas carinhas J... Foi a primeira pessoa que me acolheu de braços abertos aqui em Florianópolis (e ela é manezinha...). Vou deixar que ela mesma fale um pouco de si.

w Quem é você? 
Eu sou a Jéssica, algumas pessoas me chamam de ventania, formiga atômica ou 380 V, porque em geral eu sou bem inquieta. Tenho 24 anos, moro sozinha, faço engenharia de produção elétrica na UFSC e trabalho na área. Em geral, quando eu tenho um tempo livre, coisa difícil devido às pilhas e pilhas de coisas para estudar para o curso, eu gosto de ler livros sobre assuntos variados, para ampliar minha percepção de mundo. Também gosto de assistir séries, como The Big Bang Theory, Arrow e Grey’s Anatomy. Gosto de fazer surpresas e ajudar sempre quando surge uma oportunidade. Tenho pais maravilhosos que me inspiram e um namorado (Shark) que me desafia sempre e é parceiro de caminhada.

w Você se considera uma pessoa que aproveita bem o seu tempo? Já se arrependeu de ter se dedicado muito a algo?
Eu sempre tenho a sensação de que não estou aproveitando todo o meu tempo. Talvez eu perca tempo demais com coisas que não agregam aos meus objetivos. Em geral, eu uso um aplicativo para monitorar no que eu ando gastando tempo e faço uma comparação com o que eu tinha estimado e o que foi realizado. Sim, eu uso agenda, e fico pê quando alguém me convida, por exemplo, para ir a uma festa de formatura no dia da formatura (Sério? Você teve meses para me convidar ¬¬) ou quando eu marco um compromisso e a pessoa não vai e me avisa horas antes. Valorizo meu tempo e o alheio também, mas já me arrependi por não ter me dedicado mais a algo (em geral isso ocorre no final do semestre, próximo à P3*).
w Quais são os principais desafios e as principais delícias que você considera em morar sozinha?
Morar sozinha é um desafio mesmo. Tudo é novo, você perceber que não tem muita coisa (espere até precisar fazer um bolo, falta forma, batedeira...). Mexe muito com a zona de conforto. Você aprende a organizar melhor seus horários, porque agora você tem atividades domésticas fixas, aprende que não se deve encher o carrinho de supermercado, porque você não tá fazendo compra para 12 meses e o seu cartão tem limite =P. Aprende que você pode organizar as coisas da maneira que quiser, espalhar roupa onde quiser, também. Para mim o mais difícil foi não ter meus pais por perto, já que foram quase 25 anos de rotina juntos S2. Você chegar em casa e não ter ninguém, eu acho meio sad. Gosto de fazer alguns eventos na minha kit, chamar meus amigos, conversar. Ficar olhando o vizinho gostoso Kkkkk zoeira (Shark, S2).Fazer xixi de porta aberta, dançar sozinha (essa você não sabia, né Kelly?)
(Não sabia, mas já fiz também, rs).

w Quais características têm uma diva?
Quando eu penso numa diva, eu lembro da BeyoncéOlha toda essa segurança que ela transmite... Eu penso em autenticidade, em segurança, em se sentir linda até vestida com um saco de batata, porque no fundo, não importa o que eu visto e sim minha atitude. Sentir aquele orgulho: Eu sou foda (sem deixar de ser humilde, claro).

w Me conta sobre uma virtude ou qualidade que você quer muito desenvolver, e qual tem sido a sua forma de tentar alcançá-la.
Quero parar de reclamar das coisas. Sério, ninguém gosta de ficar perto de pessoas que só reclamam. Isso carrega muita coisa negativa. Eu andava reclamando muito do meu curso, (porque é difícil, chato às vezes, bla bla bla...Who cares?). Então agora, quando penso em algo assim, não expresso ou tento pensar nas pessoas que ainda não conseguiram ingressar no curso. Eu sabia que isto (o curso) ia mexer com o meu queijo, não esperava que fosse tanto, mas faz parte, é uma questão de escolha, né?

w Atualmente, qual o maior orgulho na sua vida?
Um fato que me deu muito orgulho recentemente foi no meu trabalho, que era fazer toda uma programação de envio de materiais para a terceirização. Foi a primeira vez que pude acompanhar de perto todo o processo, foram mais de 500 tipos de itens. Isso envolveu 4 setores e levou uns 20 dias para ser concluído. Ver todo o entrosamento da equipe para alcançar um objetivo e a preocupação em fazer certo, não tem preço S2.

w Tirando os estudos da faculdade, a que outros temas você se dedica a ler e estudar, por puro prazer?
Eu gosto de ler. Gosto de ler livros de motivação, sobre ciência, romances eróticos. Estou tentando voltar a ter o hábito de ler antes de dormir, ou quando eu faço uma pausa nos estudos.

w Quer me fazer alguma pergunta?
Quando você vai me escutar e ver que não existem só jerks?
População mundial agora: 7.434.198.00 (05/07/2016) às 10:32h (Não pode ter só jerk nesse número) Fonte 
Não adianta fazer beicinho com a minha pergunta =)

(Risos. 
Após a quinta entrevista, reunirei as perguntas que me fizerem e vou publicar uma entrevista comigo).

Rapidinha:
- Última vez que chorou: Eu não sou de chorar muito, porque me sinto fraca (e isso vai de encontro com meu ego leonino kkk). Mas a última vez que eu chorei foi mês passado (junho). Eu estava sozinha na kit e com saudade de casa, de afeto. Eu me permito nesses momentos ficar insegura e repensar minhas ações e objetivos.
 - Último filme que viu no cinema: Foi “Porta dos Fundos: Contrato Vitalício”. Fui com meu besty (Renan) e o Shark (S2). O filme é chato, pensei que ia ser mais engraçado. Mas enfim, valeu a saída e a companhia.
 - Última conversa no Whatsapp: Foi com o Shark, avisando que não vou poder fazer a aula de iniciação ao tênis, porque elas ocorrem no período da tarde e eu não posso neste período. 
- Última(s) música(s) que ouviu: Ultimamente, tenho ouvido muito Beyoncé, Ed Sheeran, Tiago Iorc e U2.
- Última decisão que tomou: Eu tenho o poder de decidir se vou ter um dia bom ou ruim, assim, aquele primeiro instante quando eu acordo é muito determinante para o meu dia. Então, estou praticando acordar com pensamentos positivos e pensando que será um dia lindo, mesmo que lá fora esteja cinzento. Como diz a música: “It's a beautiful day... Don't let it get away” (Beautiful Day, U2).
- Último café da manhã: Meu último café tinha bisnaguinha com queijo e bolacha com cristal (Sim, não biscoito, que para mim é cookie). Gosto de café meio amargo e com bastante leite. Torrada também é uma coisa que sempre tem no meu café, quando a bisnaguinha acaba (vida de universitário=)). 
P.S.: Adoro receber café da manhã na cama. Ainda bem que o Shark gosta de me surpreender com essas coisas s2.
- Última receita que testou: Meus dotes culinários são limitados, porque particularmente não gosto de cozinhar, apenas de apreciar um bom prato (Amo quando cozinham para mim S2). Mas a última receita que eu tentei e que consultei alguém foi para fazer um purê de batata, colocando as batatas na panela de pressão. Sim, até este ano (2016!!) eu não sabia usar uma panela de pressão. Who cares?
(Se isso te consola, eu ainda não sei).
- Último livro que leu: #Meuamigosecreto - Feminismo Além Das Redes (Coletivo Não Me Kahlo). Uma leitura ótima sobre as várias abordagens do feminismo. Recomendo, até para quem acha que isto é mimimi ¬¬ .
- Última frase na sua lousa: “O que você pensa quando se dedica pouco?”;
“Todo mundo tem um sonho. Todo mundo tem um objetivo. Qual a diferença? Quando você acorda pela manhã o quanto está disposto a se esforçar? A maioria com um sonho e um objetivo, não está se dedicando 120%. Mas algumas pessoas estão se dedicando. Se dedicando 120%, sete dias por semana, 365 dias.”

Essas frases foram retiradas deste vídeo, que eu descobri antes de prestar o vestibular, mas que me acompanha sempre que eu penso que não estou usando toda a minha capacidade. 

*Prova final.





Entrevista recebida em 05/07/2016.