Talvez essa aparente inexperiência
Essa tamanha falta de destreza
Essa perda de intimidade
com a folha em branco
Seja porque já não quero compartilhar
Tanto do que eu vivi e senti
Porque parece que agora vivo num eterno stand by
Presa na reprise de tardes cinzas como esta,
Embora seja manhã, terça ou noite.

Essa aparente falta de jeito no tratar
Essa ausência de delicatèsse, de fino trato
Na lida com uma amiga íntima, de tão longa data
Não é mais que um respiro necessário
Para pôr em ordem todos os parágrafos
Mal escritos da minha vida
Que fiquei um largo tempo, sem sucesso
Tentando ajeitar.

Essa falsa ausência de familiaridade
Me perturba, me lancina,
Mas não me acanha,
Porque nosso longo relacionamento
Por uma picardia mormente
Não pode simplesmente abjurar.

Mas, é bem verdade que
Para as próximas linhas
eu espero
mais fluência
mais fluidez
menos cansaço
porque essa cartilha eu já completei

e não me agradaria retrogradar.